Os meios otológicos: alterações na produção sonora do século XX

Inscrever-se

Data

  • 3 dias
  • 3 horas, 9h no total do curso

Apresentação

O desenvolvimento das tecnologias de som e a sua imersão na vida quotidiana trouxeram ao século XX novas formas de escuta, produção e composição que se revelaram nas artes e nos media.

Do ponto donde se partiu até à nossa situação actual é um percurso que se pode fazer por uma arqueologia dos instrumentos e suportes de gravação e reprodução do som.

Objectivos

  • Iluminar as principais etapas da produção sonora
  • Entender os desvios produzidos pelos «instrumentos timpânicos»
  • Entender a produção de sentido nas novas formas de escuta
  • Entender a situação do híbrido contemporâneo

Preço

100€

Docente

Luís Cláudio Ribeiro (Ph.D.) é professor universitário e diretor do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Lusófona, em Lisboa.

Agregado e Doutorado em Ciências da Comunicação, desenvolve investigação no campo da epistemologia dos media e do som, tendo sido o impulsionador da criação da licenciatura em Ciência e Tecnologias do Som na mesma universidade.

As suas mais recentes publicações focam-se na identificação e caracterização das alterações produzidas pelos mediadores sonoros na sociedade contemporânea: O Mundo é uma Paisagem Devastada pela Harmonia (Lisboa: Vega, 2011) e O Som Moderno – Novas formas de criação e escuta (Lisboa: Edições Lusófonas, 2011).

Foi o Investigador Principal do projeto FCT Lisbon Sound Map ( http://www.lisbonsoundmap.org e http://lisbonsoundmap.wordpress.com/).

Paralelamente à sua atividade académica é escritor. As suas obras literárias mais recentes são: Sucede no entanto que o Outono veio, romance (Lisboa: Vega, 2013) e Um Jardim Abandonado que Desbota, poesia (Lisboa: 2014).